segunda-feira, 4 de Abril de 2011

Exercício dos conectores

Exercício dos conectores

Quando eu comecei a explorar aquele tema, de facto, não me chamava a atenção, deste modo, desprezei o trabalho. Logo disseram ao professor que não estava a colaborar, justamente numa aula em que eu estava na lua. Na verdade, estava a pensar como afinal gostava daquele tema porque, não há dúvida que, assistia àquele tema diariamente na televisão. Se não gostava era porque o tinha desprezado no trabalho mas, se o detestava era porque as minhas colegas também me detestavam ou porque queriam realizar aquele tema portanto, um teatro. Em todo o caso eu não queria e disse mesmo ao professor isso, em consequência, teria má nota a fim de aprender alguma coisa com as minhas teimosias. Se virmos bem o teatro, até era um bom tema.
Fica claro que eu tive de realizar o teatro.
Enfim não se pode ter tudo na vida.



Quando – conector  de uma sequência temporal ou espacial;
De facto – conector de confirmação;
Deste modo – conector de confirmação;
Logo – conector de conclusão, síntese ou resumo;
Justamente – conector de certeza;
Na verdade – conector de confirmação;
Afinal – advérbio de fim ou intenção;
Porque – conector de causa;
Não há duvida que
 Se – conector de hipótese ou condição;
Mas – conector de oposição ou contraste;
Ou – conector de alternativa;
Portanto – conector de conclusão, síntese ou resumo;
Em todo o caso – conector de explicitação ou particularização;
Em consequência – conector de conclusão, síntese ou resumo;
A fim de – conector de conclusão, síntese ou resumo;
Se virmos bem – conector de hipótese ou condição;
Fica claro que – conector de conclusão, síntese ou resumo;
Enfim – conector de conclusão, síntese ou resumo

1 comentário:

  1. Fez o seu trabalho a tempo! Para a próxima, já sabe o que poderá acontecer!

    ResponderEliminar